segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Perfil Voluntário de Luis Cavalcante


TWITTER:
http://twitter.com/cavalcanteluis

FACEBOOK I:
http://www.facebook.com/culturacalvinista

FACEBOOK II:
http://facebook.com/culturacalvinistaII  

ORKUT:
http://www.orkut.com.br/Main#Community?rl=cpn&cmm=19801686

E-mail: professorluiscavalcante@bol.com.br



Nordestino-Osasquense, casado com Lucimeire e pai da Rebeca.

Pela Graça e Misericórdia de DEUS, Presbítero e Professor da Escola Bíblica Dominical da Igreja Presbiteriana do Brasil em Osasco/SP (I.P.O). Secretário Presbiterial da UPH (2012 d.C). Secretário Executivo da Federação do Trabalho Masculino e 1o. Secretário do PROP - Presbitério Oeste Paulistano (2012 d.C). Ex-coordenador do IBER –Instituto Bíblico de Educação Reformada da I.P.O (2010 d.C). Fundador e Coordenador do ICEC - Instituto de Cultura Educação Calvinista (Dedicada a Divulgação do Cristianismo Reformado e Calvinista como Estrutura de Pensamento Intelectual e Força Propulsora de Transformação Cultural, Educacional, Social, Econômica, Política e Jurídica para um Brasil Melhor para a Glória de Deus). Editor do Jornal “Reforma e Avivamento”.

Mestrado em Ciências da Religião pela UPM – Universidade Presbiteriana Mackenzie, com estudos nos elementos epistemológicos do Jurista e Filósofo Holandês Herman Dooyeweerd e Epistemologia Calvinista Teo-referencial. Cursou o mestrado em Ciências da Religião e aprovado até a sua qualificação.

Bacharel em Ciências Econômicas (UniSantanna).

Formado em Teologia pelo IBAD (Pindamonhangaba/SP) e Contabilista (Arujá/SP).

Extensões Universitárias em Filosofia e História da Ciência (USP); Sociologia (USP); Educação e Metodologia de Ensino Superior (Uninove/SP); Administração e Liderança (UNISA/SP); Economia (UBC/SP); Economia Industrial (UFPE);

Membro:

Associação Filosófica Scientiae Studia - http://www.scientiaestudia.org.br/;

CRC/SP - Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo – http://www.crcsp.org.br/ ;

OEB - Ordem dos Economistas do Brasil – http://www.oeb.org.br/;

AKET - Associação Kuyper para Estudos Transdisciplinares -www.labribrasil.org/apresentao.htm;

SCB – Sociedade Criacionista Brasileira - http://www.scb.org.br/ .

Palestrante convidado sob temas empresariais e espiritualidade em diversas instituições de ensino e empresarial.

Professor Universitário e Consultor em Inteligência Empresarial pelo Grupo Cavalcante & Associados – Empresa de Consultoria em Estratégia e Sabedoria Organizacional (Planejamento Administrativo, Contábil, Financeiro, Econômico, Jurídico e Espiritualidade Produtiva).

Responsável pelo projeto BANCO DE TALENTOS (Região Oeste – http://www.grupos.com.br/group/banco.talentos).


RESPONSABILIDADES ECLESIÁSTICAS:

2013 d.C

- Presbítero da Igreja Presbiteriana do Brasil em Osasco - I.P.O
- Membro do Conselho da I.P.O
- Professor da Escola Bíblica Dominical da I.P.O. - Classe de Jovens
- Responsável junto com a esposa Lucimeire pelo ministério da casais da I.P.O
- Aprovado no Vestibular Nacional para o Seminário JMC 2013.

2012 d.C

- Presbítero da Igreja Presbiteriana do Brasil em Osasco - I.P.O
- Secretário do Conselho da Igreja Presbiteriana do Brasil em Osasco - I.P.O
- Vice-Presidente da UPH - União Presbiteriana de Homens da I.P.O
- Professor da Escola Bíblica Dominical da I.P.O. - Classe de Adolescentes (1o. Semestre de 2012 d.C)
- Secretário Executivo da Federação do Trabalho Masculino do PROP - Presbitério Oeste Paulistano
- 1o. Secretário do PROP - Presbitério Oeste Paulistano
- Secretário Presbiterial do PROP para UPH
- Membro da Comissão Permanente do PROP para Implantação e Revitalização de Igrejas
- Membro da Comissão de Legislação e Justiça e Comissão de Relatórios Ministeriais do PROP


2011 d.C

- Presbítero da Igreja Presbiteriana do Brasil em Osasco - I.P.O
- Presidente da UPH - União Presbiteriana de Homens da I.P.O
- Professor da Escola Bíblica Dominical da I.P.O. - Classe de Adultos


ORIGEM E FONTE DOS MEUS VALORES

01. Soli Deo Gloria
02. Sola Scriptura
03. Sola Gratia
04. Sola Fide
05. Solus Christus

FIDES ET SCIENTIA: COR ET RES CORAM DEO
Não há ciência sem fé: coração e objeto de pesquisa científica perante Deus.

PARA PENSAR:

Uma cosmovisão deve ser considerada verdadeira somente no caso de apresentar coerência lógica e estando de acordo com todos os fatos conhecidos em nossa experiência (W. L. Craig).

Diferença radical: a "ciência" não é uma cosmovisão, é um modo de investigar o mundo. O "materialismo científico" é uma cosmovisão que reduz tudo à observação empírica e que, por definição, exclui Deus (Alister McGrath).

O espírito do mundo não toma sempre a mesma forma. O cristão deve resistir ao espírito do mundo na forma que ele toma na sua geração (Francis Schaeffer).

G.K. Chesterton: “Quando os homens deixam de crer em Deus, depois disso eles não creem em nada, então se tornam capazes de crer em qualquer coisa”.

Meus Pressupostos Para Pesquisas Acdêmicas e Existência Humana Reformada


METODOLOGIA DO ESTUDO E DA PESQUISA TEO-REFERENCIAL e prática a partir dos Fundamentos Bíblico, Cristão e Apostólico e prática dialética das Cosmovisões Reformada, Calvinista, Puritana, Reformacional e Teonômica:

Gênesis 1.1 - No princípio, criou Deus os céus e a terra. 1.26 - Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejam pela terra. 1.27 - Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. 1.28 - E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo animal que rasteja pela terra. 2.15 - Tomou, pois, o SENHOR Deus ao homem e o colocou no jardim do Éden para o cultivar e o guardar. 2.18 - Disse mais o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea. 2.24 - Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne. 3.14 - Então, o SENHOR Deus disse à serpente: Visto que isso fizeste, maldita és entre todos os animais domésticos e o és entre todos os animais selváticos; rastejarás sobre o teu ventre e comerás pó todos os dias da tua vida. 3.15 - Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.

JESUS CRISTO - João 1.1 - No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. João 1.2 - Ele estava no princípio com Deus. João 1.3 - Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez. João 1.4 - A vida estava nele e a vida era a luz dos homens. João 3.16 - Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3.36 - Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus. João 5.24 - Em verdade, em verdade vos digo: quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da morte para a vida. João 5.39 - Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim. João 6.35 - Declarou-lhes, pois, Jesus: Eu sou o pão da vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim jamais terá sede. João 6.47 - Em verdade, em verdade vos digo: quem crê em mim tem a vida eterna. João 6.48 - Eu sou o pão da vida. João 6.51 - Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém dele comer, viverá eternamente; e o pão que eu darei pela vida do mundo é a minha carne. João 6.68 - Respondeu-lhe Simão Pedro: Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras da vida eterna; João 8.12 - De novo, lhes falava Jesus, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas; pelo contrário, terá a luz da vida. João 8.32 - e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. João 10.10 - O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. João 11.25 - Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; João 14.6 - Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim. João 15.5 - Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. João 17.3 - E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste. Apocalipse 1.8 - Eu sou o Alfa e Ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é, que era e que há de vir, o Todo-Poderoso. 21.6 - Disse-me ainda: Tudo está feito. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. Eu, a quem tem sede, darei de graça da fonte da água da vida. 22.13 - Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim.



Apóstolo São Paulo - Colossenses 1.15 - (CRISTO) Este é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; 1.16 - pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele. 1.17 - Ele é antes de todas as coisas. Nele, tudo subsiste. 1.18 - Ele é a cabeça do corpo, da igreja. Ele é o princípio, o primogênito de entre os mortos, para em todas as coisas ter a primazia, 1.19 - porque aprouve a Deus que, nele, residisse toda a plenitude 1.20 - e que, havendo feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele, reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, quer sobre a terra, quer nos céus. Colossenses 2.2 (...), e eles tenham toda a riqueza da forte convicção do entendimento, para compreenderem plenamente o mistério de Deus, Cristo, 2.3 em quem todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento estão ocultos. 2.4 Assim digo para que ninguém vos engane com raciocínios falazes. 2.8 Cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãs sutilezas, conforme a tradição dos homens, conforme os rudimentos do mundo e não segundo Cristo; 2.9 porquanto, nele, habita, corporalmente, toda a plenitude da Divindade. 2.10 Também, nele, estais aperfeiçoados. Ele é o cabeça de todo principado e potestade. 2.17 - (...); a realidade é Cristo (NTLH). Colossenses 3.16 - Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração. 3.17 - E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai. 3.23 -Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como para o Senhor e não para homens, I Coríntios 10.4 - Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas. 10.5 - e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo, I Coríntios 10.31 - Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus. II Timóteo 3.12 Ora, todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos. 3.13 - Mas os homens perversos e impostores irão de mal a pior, enganando e sendo enganados. 3.14 - Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste 3.15 - e que, desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus. 3.16 - Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, 3.17 a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.


João Calvino (1509-1564) como modelo de Piedade Verdadeiramente Acadêmica e Intelectual, acrescido da tradição neo-calvinista de Senhorio de Cristo integral de Abraham Kuyper (1837-1920) http://abrahamkuyper.blogspot.com/, enriquecidos:

- Klaas Schilder (1890-1952), é o maior teólogo cultural do círculo de reformadores desde o tempo de Kuyper, apesar de diferir de Kuyper na doutrina da graça comum, que substitui pela doutrina do mandado comum. Ele tem chamado homens de volta para a ênfase calvinista na Palavra e em sua autoridade em todas as áreas da cultura do homem. Em oposição a Hegel, que identifica DEUS com a História, Schilder defende que o céu sempre proclama a ideia fundamental de que DEUS e a criatura são distintos. Não há antítese entre DEUS e natureza; a antítese, porém, está dentro do universo, entre pecado e graça, entre CRISTO, o Restaurdador do mundo de DEUS, e o anticristo, que se õpõe à obra de DEUS na História. Shilder defende que CRISTO permanece no centro da história e significa tudo após sua exaltação. CRISTO, é a chave para a cultura. CRISTO é a única fonte verdadeira da cultura.

- pela "Filosofia da Ideia Cosmonômica" ou "Filosofia Reformacional" de Herman Dooyeweeerd (1894-1977) http://hermandooyeweerd.blogspot.com/;

- "Transcendentalismo Reformado" ou "Pressuposicionalismo Reformado" de Cornelius Van Til (1895-1987) - http://transcendentalismoreformado.blogspot.com/ ;

- "Racionalismo Cristão" ou "Pai da Filosofia do Escrituralismo" de Gordon Haddon Clark (1902-1984), o "Agostinho da América"- http://gordonhaddonclark.blogspot.com/ ;

- "Epistemologia Reformada" ou "Nova Epistemologia Reformada" ligado aos nomes dos filósofos como Alvin Plantinga (1932-) http://alvinplantinga.blogspot.com/ e Nicholas P. Wolterstorff (1932-) http://nicholaswolterstorff.blogspot.com/

- e a prática missional bíblica-reformada de Francis August Schaeffer(30/01/1912–15/05/1984 d.C) -http://francisschaeffer.blogspot.com/


Meus pressupostos para a prática da espiritualidade cristã, reformada, renovada e avivada:

- Toda tradição doutrinária e prática de Jesus Cristo e Apostólica (Ortodoxia) e cristã-puritana-reformada-calvinista-evangélica;

- Só pode tornar se membro da Igreja quem nasceu de novo, experimentou a regeneração e o  arrependimento, confissão e abandono dos pecados;

- Discipulado radical e integral;

- Ênfase em Santidade de Vida, enchimento do Espírito Santo, desenvolvimeto de dons e frutos do Espírito;

- Compromisso e fervor missionário e evangelístico;

- Sistema Bíblico de Governo de Igreja por intermédio de Presbíteros Eleitos pela Igreja;

- Enfrentamento constante e apologético ao pensamento anti-teísta e anti-teonômico, que produz o reducionismo do naturalismo, epicurismo e materialismo filosófico e metodológico e suas variáveis como as teologias liberais, neo-liberais e anti-apostólica-ortodoxa-histórica (racionalismo, fundamentalismo, teísmo aberto, gondista, sincretismo, água-escura, pentecostalismo-montanista-revelacional via salvação pelas obras, neopentecostalismo, neo-evangélicos e comunidades da cabana,  etc...) e ideologias antropocêntricas, humanicistas, iluministas, produzindo o fascismo direitista e esquerdista, libertinos, sadistas, ocultistas-maçônicos-babelistas, sodomitas-homossexualizante, feministas, abortistas, marxistas, ceticistas, niilistas, existencialistas, pedofilistas, esquerdistas, comunistas, socialistas, nazistas e petistas) e a substituição iníqua, depravada e pecaminosa dos "deveres, obrigações e responsabilidades humanas" pelo sofisma dos "direitos humanos" via implantação do "Império e Ditadura Estatal-Cultural-Laico-Agnóstico Anti-cristão", conhecido como "Estado Moderno" ou "Estado de Direito" ou a Grande Ilusão do do Estado Laico.



Perfil Voluntário:
 
 
Perfil Profissional: 
 
 

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

A estupidez cansativa dos intelectuais modernos - Como é possível ao intelectual moderno ser tão estúpido?

A estupidez cansativa dos intelectuais modernos

“A origem da História é a consciência humana (…) a História é constituída pela consciência.”
Eric Voegelin, em ‘A Consciência do Fundamento’.

Este conceito de “História” consta de um opúsculo precioso de Eric Voegelin, o “filósofo maldito” que muita pouca gente estuda — se bem que eu duvido que muitos licenciados em filosofia tenham a capacidade necessária para entender Eric Voegelin; não estudar Eric Voegelin é desculpar insuficiências próprias. Penso até que Eric Voegelin se tornou ininteligível: o conceito de Fundamento deixou de ter um sentido na experiência humana objectiva: o Fundamento sobrevive, recalcado, sob a crusta do embotamento espiritual do Homem ocidental.

Os “intelectuais” ocidentais têm muita culpa no cartório. Gente cega; e o pior cego é aquele que não quer ver. E são esses “intelectuais” os principais responsáveis por situações como esta:
as redes sociais em geral censuram a ética cristã.

No tempo de Plutarco, não ter consciência do Fundamento era ser considerado irracional; hoje, dá-se um fenómeno inverso, e absurdo ad Nauseam: se, por um lado, a subjectividade é hoje elevada a um valor supremo através da sacralização dos direitos subjectivos, por outro lado as experiências humanas — subjectivas portanto — em relação ao Fundamento são consideradas absurdas ou idiossincráticas, obrigando o sujeito a remeter a sua expressão para o âmbito exclusivamente privado.

Para onde quer ir esta gente? Eu não os consigo entender. Quando leio, por exemplo, Edgar Morin (um dos “intelectuais” mais badalados depois da queda do muro de Berlim), deparo-me com um “metafísico anti-metafísico”, a contradição e ambiguidade personificadas, um ateu que já não é ateu mas que procura um “novo ateísmo”.

E qual é o Fundamento dessa “nova religião” ateísta de Morin? Simplesmente não tem fundamento nenhum: a nova religião de Morin é um castelo de cartas desprovido de uma fundação metafísica firme, experiencial e lógica. Morin procura a resposta em Montesquieu e nos mentores ideológicos do jacobinismo que diziam que a religião ideal seria o “Cristianismo sem Cristo”. Estes modernos intelectualóides de urinol não conseguem perceber uma ideia tão simples como esta: a História não é a mera reificação do tempo e do espaço humanos: “a História é constituída pela consciência”

Não conseguem compreender que a nossa ideia acerca do Fundamento sofreu, ao longo de milénios, uma acumulação e sobreposição de novos conceitos, mas sem que a ideia original e mitológica de Fundamento possa desaparecer sem se sacrificar a coerência de uma qualquer nova religiosidade (imanente, que seja), e até colocar em perigo o futuro do Homem.

Essa ideia original de Fundamento mantém-se presente na “consciência humana” que é “a origem da História”. Erradicar as noções axiológicas primordiais de Fundamento, ligadas à cosmogonia e ao nosso lugar no universo, é separar o Homem de si mesmo em um exercício colectivo de dissociação existencial; é condenar o Homem à não-existência subjectiva; é matá-lo por dentro.

A política não pode ignorar esta dimensão da realidade humana.

O que os “intelectuais” e ideólogos (como Morin, Slavoj Zizek, e quejandos) estão a fazer é colaborar em um crime contra a espiritualidade humana. Ao mesmo tempo que o Cristianismo e a sua ética são perseguidos pelos intelectuais de merda, vemos nos jornais situações como esta:
“Uganda: el negocio del sacrificio ritual de niños”. E como é que Morin protestaria contra esta barbaridade? Defendendo um Cristianismo sem Cristo, ao mesmo tempo que diz que Karl Marx não teve nada a ver com o estalinismo?

Como é possível ao intelectual moderno ser tão estúpido?


http://espectivas.wordpress.com/

Divulgação: http://luis-cavalcante.blogspot.com

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Campanha de humanistas britânicos para restringir a liberdade acadêmica

por DavidTyler

Os humanistas britânicos fazem campanha para restringir a liberdade acadêmica

Esta semana viu o lançamento de um novo website, com o título: "Teach evolution, not creationism!" [Ensinemevolução e não criacionismo] registrado pela British Humanist Association [AssociaçãoHumanista Britânica]. A questão se relaciona à educação e a maneira como que oassunto de origens é abordado. As organizações envolvidas na campanha são a British Humanist Association, aAssociation for Science Education, a British Science Association, a Campaignfor Science & Engineering and Ekklesia. Há assinaturas de 30pessoas e a maior publicidade foi dada a Sir David Attenborough. A notícia do Daily Telegraph diziaque "O naturalista se juntou a três laureados com o prêmio Nobel, o ateu RichardDawkins e outros proeminentes cientistas em apelar ao governo para atacar a"ameaça" do criacionismo." O que eles querem é "orientaçãoregulamentar legal" que permita sanções legais a serem tomadas se algumaescola pública permitir o criacionismo ou o design inteligente ser apresentadocomo ciência. O único ponto que os professores de ciência seriam permitidos fazerseria declarer esses assuntos for a dos limites para estudantes de ciência. A declaraçãoconjunta diz:

O criacionismo e o 'design inteligente' não são teorias científicas, massão apresentadas como teorias científicas por alguns religiosos fundamentalistasque tentam ter seus pontos de vista promovidos em escolas públicas. Deveriahaver orientação regulamentar legal que eles não possam ser apresentados comoteorias científicas em qualquer escola pública de qualquer tipo.

Mas isso não é suficiente. Um entendimento da evolução é central àcompreensão de todos os aspectos da biologia. O ensino da evolução deveria serincluído nos ensinos fundamental e médio no Currículo Nacional e em todas asescolas.


Os alunos deveriam ser levados a passear com Dawkins em um ônibus escolar? (fonte aqui)

Os pontos importantes da declaração serão familiars para os leitores dosite ARN. A declaração adota um ponto de vista demarcacionista de ciência: elesdefendem o ponto de vista de que a ciência pode ser claramente distinguida danão ciência e que o criacionismo e o Design Inteligente estão definitivamentefora da ciência. Além disso, eles consideram que o Estado tem a responsabilidadede preserver a pureza da educação da ciência ao forncer uma orientação regulamentar legal. Em particular, acampanha preocupa-se com o fato de o ensino da evolução não estar recebendo aênfase que merece: eles consideram a evolução como sendo central a todos os aspectosde biologia, e eles querem que todas as escolas dos níveis fundamental e médio ensinema evolução.


A cobertura de mídia britânica explicou a campanha com alguma profundidade.O jornal Daily Telegraph citouAndrew Copson, diretor executive da BHA, que dissed: "a ameaça docriacionismo e do 'design inteligente' sendo ensinados como ciência é real e crescente,particularmente à medida em que mais e mais escolas são abertas para seremdirigidas por religiosos fundamentalistas". O jornal Daily Mailnoticiou: "Aquelas pessoas por detrás do apelo 'evolução e nãocriacionismo' afirmam que ensinar que Deus criou o mundo é perigoso e deve serimpedido por lei." O jornal Guardian reportou:"O Departamento de Educação diz que todas as escolas devem ensinar umcurrículo amplo e equilibrado, e o criacionismo não deve ser ensinado como umfato científico. Mas um porta-voz da British Humanist Association (BHA) disse:"É exatamente isso que nós queremos seja monitorado."
...

NOTA DO BLOGGER:


Artigo sendo traduzido.